Como cuidar da febre em casa: 6 orientações que funcionam

Descubra o que fazer para baixar a febre e quando é preciso procurar um médico

Escrito por Clovis Filho via Redação Minha Vida

febre consiste no aumento da temperatura corporal como forma de defesa do organismo. Porém, nem sempre a presença do sintoma indica uma situação de urgência médica e, eventualmente, pode ser tratado em casa – como no caso de pacientes com febre baixa, estado geral preservado e outros sintomas leves associados.

Para isso, é necessário saber como acompanhar o quadro. Aferir a temperatura periodicamente e fazer repouso são apenas algumas das indicações do que fazer nesses casos. Gustavo Eder Sales, médico intensivista do Hospital Albert Sabin de São Paulo, traz mais informações essenciais para tratar a febre em casa:

Como controlar a febre em casa

De acordo com o especialista, o ideal é que a temperatura da pessoa enferma seja medida, pelo menos, de 3 a 4 vezes ao dia. Isso permitirá acompanhar a evolução da febre no indivíduo, bem como detectar precocemente picos de febre alta.

Também é importante registrar o horário da mediação e a temperatura aferida. ?Com a análise da curva térmica, o médico poderá diagnosticar o problema de forma mais rápida e segura e, assim, orientar o melhor tratamento?, ressalta Gustavo.

Além disso, é importante saber que nem todos os quadros febris exigem uso de medicamentos para controle. Nesses casos, algumas dicas simples podem ajudar a baixar ou controlar a temperatura corporal, como:

  • Fazer compressas frias no tronco e nos membros
  • Alimentar-se adequadamente, fazendo uma dieta leve e com alimentos de fácil digestão
  • Permanecer em repouso e evitar atividades físicas extenuantes
  • Manter-se bem hidratado
  • Usar roupas confortáveis, de preferência com tecidos de algodão

Tomar banho ajuda a controlar a febre?

Em geral, um banho morno pode, sim, ajudar o paciente a recuperar sua temperatura normal e trazer relaxamento, reduzindo o desconforto causado pela febre. Por outro lado, banhos gelados não são recomendados, porque podem provocar a elevação da frequência cardíaca, que já costuma estar aumentada por causa da febre, podendo, dessa forma, agravar o quadro.

Importante saber que o uso de antitérmicos deve ser feito apenas com orientação médica e quando a febre estiver alta (a partir de 39,5°). Além disso, é muito importante estar atento ao aparecimento de outros sintomas e saber quando buscar auxílio profissional.

Quando procurar um médico

Segundo Gustavo Sales, deve-se sempre buscar assistência médica quando a febre persiste por mais de 48 horas, quando a temperatura corporal estiver acima de 39 graus ou ainda na presença de outros sintomas mais graves, tais como:

  • Sonolência excessiva
  • Confusão mental
  • Fortes dores de cabeça
  • Falta de ar ou dor no peito
  • Vômitos
  • Diarreia
  • Dor abdominal ou ao urinar
  • Palidez
  • Manchas na pele
  • Quaisquer outros sintomas inexplicáveis

Cuidando do corpo em casa

Alongamento para coluna: 8 exercícios simples para fazer em casa

Faça em casa: sete autoexames simples para verificar sua saúde

Exercícios físicos que reduzem a ansiedade para fazer em casa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *