Sintomas de insuficiência cardíaca

Por Drª. Ana Luiza Lima – Cardiologista via Tua Saúde

Os sinais e sintomas da insuficiência cardíaca são causados pelo acumulo de sangue que o coração não consegue bombear, e incluem o cansaço para grandes esforços, falta de ar, inchaço e tosse, por exemplo. Ao longo do tempo, os sintomas podem evoluir para o cansaço a realizar pequenos esforços, como comer ou escovar os dentes, e surgimento de inchaços espalhados pelo corpo.

Quando a pessoa apresenta estes sintomas, deve procurar um cardiologista para diagnosticar o problema e iniciar o tratamento adequado, que pode incluir o uso de remédios, a realização de fisioterapia ou até mesmo um transplante cardíaco, nos casos mais graves.

Os sinais e sintomas mais comuns da insuficiência cardíaca, podem incluir:

  • Cansaço, fraqueza e limitação física a esforços habituais;
  • Apneia do sono e falta de ar durante o dia;
  • Inchaço dos pés, pernas, tornozelos e barriga;
  • Batimentos cardíacos mais rápidos;
  • Tosse seca noturna;
  • Má digestão, náuseas e enfartamento;
  • Chiado no peito após fazer esforços;
  • Inchaço do abdômen;
  • Perda de apetite;
  • Dor no peito;
  • Dificuldade de concentração;
  • Aumento do peso, devido a retenção de líquidos;
  • Urina mais concentrada e aumento da frequência urinária, sobretudo à noite.

Além destes sintomas, pode surgir uma dor no peito, que poderá ser sinal de um infarto. Saiba como identificar os sintomas de um infarto.

Como é feito o diagnóstico

Para identificar a insuficiência cardíaca, o médico pode solicitar diversos exames, como exames de sangue, Raio-X ao peito para avaliar o coração e os pulmões, eletrocardiograma, ecocardiograma, ressonância magnética, tomografia computadorizada, ou uma angiografia, por exemplo. Saiba como é feita a angiografia e o que fazer para se preparar para o exame.

Em que consiste o tratamento

Depois de realizado o diagnóstico, o tratamento deve ser orientado por um cardiologista e, normalmente, envolve o uso de remédios que fortalecem o músculo cardíaco, anti-hipertensores e diuréticos, para diminuir a pressão do sangue sobre o coração e para diminuir a retenção de líquidos.

Além disso, é ainda recomendada a prática regular de exercício físico adaptada pelo cardiologista, como caminhar ou andar de bicicleta, e, em alguns casos, fisioterapia, para ajudar na recuperação do paciente e na diminuição dos sintomas. Nos casos mais graves, pode ser necessário realizar uma cirurgia, para fazer um transplante de coração. Veja mais sobre o tratamento para insuficiência cardíaca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *