Fimose

O QUE É

A fimose é um estreitamento do prepúcio, pele que cobre a glande ou cabeça do pênis, dificultando ou impossibilitando que esta fique exposta. Este estreitamento pode ser leve ou causar uma dificuldade maior de expor a glande, causando desconforto e dor durante as relações sexuais.

Nos primeiros meses de vida, há uma aderência natural do prepúcio à glande. Essa aderência, normalmente, diminui naturalmente até os 3 anos de idade na maioria dos meninos. Aos 6 meses, somente 20% dos meninos conseguem expor totalmente a glande, mas quase 90% já o conseguem aos 3 anos.

Quando não ocorre naturalmente, o tratamento é cirúrgico e visa facilitar a higiene, diminuir o risco de doenças e evitar dores durante relações sexuais.

DIAGNÓSTICO

O diagnóstico é feito apenas pelo exame físico. É possível detectar a não exposição da glande pela retração do prepúcio.

A fimose deve ser diferençada de outras condições que afetam o pênis. Um médico pediatra, cirurgião pediátrico ou urologista pediátrico, no caso de crianças, deve ser consultado.

FATORES DE RISCO

Na infância, a fimose é causada pela falha no prepúcio em se soltar durante o crescimento. No adulto, pode se manifestar como um quadro discreto que passou despercebido na infância. Pode ainda ser consequência de inflamações, infecções como a balanite, deformidades causadas por traumas e/ou doenças dos órgãos genitais.

PREVENÇÃO

A fimose que se manifesta na infância não pode ser prevenida. No entanto, ao longo da vida os cuidados com a higiene do pênis são fundamentais para evitar o acúmulo de sujeiras e secreções que acarretam a fimose.

Para evitar o problema, é preciso lavar o pênis todos os dias com água e sabão neutro. Além disso, é importante ir ao urologista regularmente.

SINTOMAS

A fimose, geralmente, é uma condição indolor. No entanto, ela pode dificultar a higiene e provocar alguns sintomas como vermelhidão e inchaço. Um prepúcio muito apertado também pode provocar incômodos durante a micção e relação sexual.

Outros sintomas são:

• Dor durante a ereção

• Dificuldade em controlar a vontade de urinar durante a noite

• Secreções no pênis, com mau cheiro

• Sangramento

Apesar de não comprometer o crescimento e desenvolvimento do pênis, a fimose deve ser tratada para evitar complicações graves.

TRATAMENTO

Quando o descolamento do prepúcio não ocorre na primeira infância, o tratamento geralmente é cirúrgico. A correção é importante para facilitar a higiene do pênis, diminuir o risco de balanopostites (infecções do prepúcio e da glande), corrigir a parafimose (estrangulamento da glande pelo prepúcio) e permitir relações sexuais mais confortáveis na vida adulta.

O tratamento também pode iniciar com aplicação de pomadas que atuam amolecendo o tecido do prepúcio e afinando a pele ou exercícios no prepúcio, que devem ser indicados pelo pediatra ou urologista.

A cirurgia, também conhecida como circuncisão ou postectomia, consiste na retirada do excesso de pele para facilitar a higienização e diminuir o risco de infecções. Ela dura cerca de uma hora, com aplicação de anestesia, e é recomendada para crianças entre 7 e 10 anos. O paciente pode voltar à rotina 3 ou 4 dias depois do procedimento.

lado a lado pela vida

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *