Enurese Noturna

O QUE É

A enurese noturna, popularmente conhecida como “xixi na cama”, é uma condição que se caracteriza pela perda involuntária de urina durante o sono. Ocorre pelo menos duas vezes por semana em crianças a partir dos 5 anos.

A condição atinge cerca de 15% das crianças por volta dos 5 anos; 7% aos 10 anos e 3% aos 12 anos. A incidência é maior nos meninos do que nas meninas. Em crianças até 7 anos, a ocorrência é comum e faz parte do desenvolvimento.

Episódios de micção involuntária durante a noite também podem ocorrer na adolescência e vida adulta. Estão associados à condição de desordens nos rins, bexiga e uretra, falta de controle dos músculos que liberam a urina e fatores neurológicos.

DIAGNÓSTICO

Caso seja necessário procurar ajuda médica, os pais devem levar a criança ao pediatra e, se precisar, ele encaminhará o caso a um especialista, que poderá pedir exames para se certificar de que não há problemas estruturais no trato urinário. Os exames podem ser:

• Exame de urina: realizado para verificar a presença de infecções e diabetes

• Raio-X: feito para avaliar a estrutura do trato urinário

FATORES DE RISCO

A causa exata da condição é desconhecida. Alguns fatores, no entanto, podem contribuir com o problema:

• Apneia do sono

• Infecção do trato urinário

• Eventos estressantes para a criança

• Inabilidade de reconhecer quando a bexiga está cheia

• Constipação crônica

• Diabetes tipo 1

• Problemas neurológicos

O risco também é maior:

• Para meninos (a condição é duas vezes maior em meninos)

• Pessoas com histórico familiar

• Pessoas com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH)

PREVENÇÃO

A prevenção envolve o desenvolvimento físico e também psicológico da criança, pois deve aprender a identificar quando está com vontade de urinar.

É importante que os pais ajudem a criar uma rotina de idas ao banheiro e mostrem que não é saudável segurar o xixi. Além disso, devem sempre levar a criança para urinar antes de dormir.

SINTOMAS

A condição se caracteriza pela micção involuntária durante a noite em pessoas que têm controle urinário normal enquanto acordadas, não estão sofrendo de infecção no trato urinário ou acidentes que comprometeram a função miccional.

Em alguns casos, podem aparecer sintomas como urgência miccional, dor ao urinar, dor de barriga, constipação.

Além disso, a enurese noturna pode ocasionar efeitos psicológicos, principalmente se o problema não for encarado com naturalidade pelos pais. A criança pode ficar com a autoestima abalada, se sentir insegura e evitar situações sociais.

TRATAMENTO

Mudar alguns hábitos é o primeiro passo para o tratamento dessa condição. É preciso evitar líquidos antes de dormir, alimentos ácidos que possam irritar a bexiga e aqueles que retardam o funcionamento do intestino.

Existe um recurso terapêutico que consiste em colocar um sensor próximo aos genitais, que possui um alarme sonoro, preso na roupa na altura do ombro. Ao primeiro sinal de perda de urina, o alarme dispara, dando a oportunidade de a criança ir ao banheiro fazer xixi.

Há ainda medicamentos que ajudam a reduzir a produção de urina; no entanto, devem ser prescritos por um médico, já que podem ter efeitos colaterais.

O mais importante é que os pais não repreendam ou castiguem os filhos por causa disso. O “xixi na cama” é involuntário e fora do controle da criança. Portanto, críticas só agravam a situação. Elas precisam ser estimuladas e reconhecidas quando o episódio não ocorre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *